segunda-feira, 23 de abril de 2012

Me amo demais? Talvez. Prefiro pensar que esse amor próprio é minha armadura, meu jeitinho de proteger esse coração bobo de um mundo traiçoeiro. Coração bobo que se ilude com qualquer palavra, com qualquer olhar, com qualquer beijo escondido. Esse coração não sabe de nada, ah não. Fica doido pra se entregar pro primeiro idiota que aparece, fica sim. Mas é aí que meu amor próprio diz ''Não, não e não! Nada de se entregar pro primeiro que aparece: primeiro você, depois o mundo.'' E quer saber? Desde que resolvi escutar ele não espero mais ligações no dia seguinte, na verdade não me importo. Quer ligar? Ok. Talvez eu te atenda. Não ligou? Ok. Eu não fazia questão mesmo. Não acredito mais em pessoas vazias, dessas que dizem ''eu te amo'' olhando no fundo dos seus olhos na primeira semana. Meu deus, como que alguém pode acreditar nisso? Se não fosse meu amor próprio... Aposto que eu acreditaria. Ah, acreditaria sim. Porque as pessoas que não se amam em primeiro lugar, se agarram a qualquer sentimento, se agarram a qualquer pessoa. Elas querem acreditar que tudo é verdade. Mesmo sabendo no seu íntimo que aquilo não passa de uma ilusão. Elas colocam o mundo acima de suas vontades, se acham inferiores e se submetem a qualquer um.
Mas quer saber? Quer saber mesmo? Uma mulher que se ama e se valoriza chama muito mais atenção. Aquela mulher tão confiante de si que intimida qualquer homem. Aquele tipo de mulher que os homens não chegam perto porque tem medo de levar um fora histórico. Ela pode estar em pedaços por dentro, mas nunca vai demonstrar isso a ninguém. Vai responder a todos com um sorriso no rosto que ''está tudo bem'' e ''não há nada de errado''. Ela não deixa suas fraquezas à mostra. Há quem diga que esse tipo de mulher nunca está triste. Mal sabem eles o quanto é difícil esconder. Mas ela consegue. Não se abala por pouco. Ela não é o tipo de mulher que se entrega a qualquer um, você tem de conquistá-la. Dia após dia. Tem que ganhar sua confiança, merecer sua atenção. Se mostrar alguém digno de receber o seu amor. Se mostrar o tipo de homem que ela espera: aquele que vai conseguir romper a barreira do seu coração de pedra que só ama a si mesma. Aquele que vai mostrar a ela que é seguro se entregar, sem medo. Aquele que vai mostrar que merece ser segundo lugar na sua vida. Afinal, primeiro ela, depois ele né?

Nenhum comentário:

Postar um comentário